10.1.08

sem palavras





...às vezes é o silêncio que diz muito...



Nenhum comentário: